sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Biblioteca Municipal de Arganil - 20 anos - Destaques dia 5

Dispositivos móveis na educação por Carlos Pinheiro
5 de Dezembro às 17.30
 Imagens de leitura através dos seus criadores
com os escritores António Vilhena e José António Franco
Moderação do Prof. Nuno Teixeira
5 de Dezembro às 21.30
Dia 5 visite-nos e festeje connosco o 20º aniversário da 
Biblioteca Municipal de Arganil.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Novidade na Biblioteca: Cartas por um sonho de Ángeles Doñate


O Inverno chega a Porvenir e traz com ele uma má notícia: a estação de correios vai fechar e o pessoal vai ser transferido para a cidade. Quem precisa de um carteiro num mundo onde já não se escrevem cartas? A comunicação virtual também ganhou a batalha nas montanhas.

Sara, a única carteira da aldeia, mora em Porvenir com os seus três filhos pequenos. Partilha muitas horas com a sua vizinha Rosa, uma mulher de oitenta anos que estaria disposta a fazer qualquer coisas para evitar que Sara e os filhos sofram.

Mas o que é que uma mulher com uma idade tão avançada pode fazer para impedir que as vidas das pessoas que mais ama se vejam alteradas? Escrever uma carta, aquela que tem guardada no seu coração há sessenta anos...

E com este pequeno gesto começará uma corrente de cartas que vai mudar a vida não só de Sara mas de toda a aldeia. Porque a expectativa com que abrimos a caixa de correio é sempre grande e, como sabemos, tal como os beijos, uma carta leva a outra. E podem mudar o mundo.

Cartas Por Um Sonho é um livro comovente, encantador e cheio de ternura, onde, através da corrente de cartas, vão desfilando personagens do nosso quotidiano, todas elas com os seus sonhos, a sua história, mais ou menos triste, as suas frustrações.

Fonte: contracapa do livro

Livro disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Biblioteca Municipal de Arganil - 20 anos


Faz 20 anos no próximo dia 4 de dezembro que a Biblioteca Municipal de Arganil foi inaugurada. Fruto de um protocolo assinado em 1988 entre a Câmara Municipal de Arganil e o então Instituto Português do Livro para a construção de um edifício onde instalar a nova Biblioteca, só em 1996 este novo equipamento é disponibilizado ao público, integrando a Rede Nacional de Leitura Pública.
Nasce então uma nova Biblioteca que disponibiliza novos serviços à população numa linha de modernidade, tendo como objectivo primordial o aumento do nível de literacia dos Munícipes do Concelho de Arganil. Para tal vários programas de promoção da leitura, a par de muitas iniciativas culturais, têm sido desenvolvidos ao longo destes 20 anos. 
As comemorações que se vão realizar de 4 a 7 de Dezembro de 2016 pretendem evocar o caminho percorrido, com a preocupação de tocar várias áreas que ao longo dos anos têm sido preocupação constante nos programas de dinamização da Biblioteca. Ao longo dos 4 dias de comemorações vão acontecer encontro com escritores, palestras, exposições, apresentação de novos livros e do novo roteiro de arte do concelho, música. Contamos com a presença das crianças, das famílias, dos mais novos e dos mais velhos. Contamos com a participação das Instituições que ao longo dos anos têm colaborado com a Biblioteca Municipal, partilhando o enriquecimento que as iniciativas comuns têm produzido para todas as partes.

PROGRAMA:

Dia 5

- 11h00 / 17h00
ENCONTRO Dos alunos das EB1 COM OS ESCRITORES
António Vilhena e José António Franco

- 17h30
Ler no Digital - DISPOSITIVOS MÓVEIS NA EDUCAÇÃO
Comunicação do Prof. Carlos Pinheiro

- 21h00
Abertura da Exposição 
“OS 20 ANOS DA BIBLIOTECA MUNICIPAL”

- 21h30
IMAGENS DE LEITURA ATRAVÉS DOS SEUS CRIADORES
Com os escritores José António Franco e António Vilhena. Modera a Mesa o Prof. Nuno Teixeira

Dia 6

11h00 / 14h00
ENCONTRO de alunos das EB1 COM O ESCRITOR / ILUSTRADOR PEDRO LEITÃO

- 21h00
APRESENTAÇÃO DO “ROTEIRO ARQUITECTÓNICO E ARTÍSTICO DO CONCELHO DE ARGANIL” pela Coordenadora da Biblioteca Municipal, Margarida Fróis e pela Coordenadora dos Serviços de Turismo, Raquel Tavares

Dia 7

- 10h00 / 12h00
VISITA DAS CRIANÇAS DO PRÉ-ESCOLAR À BIBLIOTECA MUNICIPAL

- 14h30 / 15h30
ENCONTRO CULTURAL INTERGERACIONAL - COM A PARTICIPAÇÃO DE ALUNOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ARGANIL – Projecto Ler + Jovem

- 21h00 
FALANDO DE REDES
Com o Director da DGLAB Dr. Silvestre Lacerda e a Dra. Teresa Rua, Coordenadora do Grupo de Trabalho das Bibliotecas da CIM das Beiras e Serra da Estrela.

- 22h00
CERIMÓNIA DE ENCERRAMENTO das comemorações dos 20 anos da Biblioteca Municipal com a participação da Escola de Música "Pauta em Movimento"

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Novidades na biblioteca: para pais e educadores


Berra-me baixo de Magda Gomes Dias
Lisboa: Manuscrito, 2016

As suas manhãs começam com gritos e ao final do dia o cenário repete-se?
Então precisa deste livro para melhorar a sua qualidade de vida familiar, e também a relação com os miúdos.

Ninguém quer passar os dias a gritar com filhos em zangas, gritaria, castigos ou ralhetes constantes. Magda Gomes Dias traz-lhe um desafio irrecusável: 21 dias, quatro semanas, para deixar de berrar com o teu filho.
Como? Na primeira semana, tomamos consciência dos nossos comportamentos. O que nos faz gritar? Sim, porque a culpa de gritarmos não é dos nossos filhos, é nossa…
Na segunda semana, falamos da relação que temos com eles. E os ingredientes são três: firmeza, mimo e paciência. Na terceira, entramos em estágio com todas as situações que nos deixam fora de controlo, e percebemos a forma certa de lidar com elas. Finalmente, na quarta semana percebemos que afinal não foi assim tão complicado mudar, e descobrimos o nosso papel enquanto pais. Com mais qualidade de vida e menos gritaria.
Com casos, conselhos e exercícios práticos, este livro vai fazer com que o leitor deixe de sentir vontade de ‘dar dois berros’ e, mais importante ainda, vai trazer uma relação mais harmoniosa e feliz com os filhos.

Fonte: contracapa do livro


Hiperatividade e défice de Atenção
Lisboa: Verso de Kapa, 2014

A Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA) atinge 5 a 8% das crianças em idade escolar. Em Portugal estima-se que existam mais de 80.000 casos.
Na sala de aula não param quietas, tiram o lápis ao colega, levantam-se porque lhes falta a borracha, outras estão sossegadas mas "na lua". Em casa, enquanto fazem os trabalhos levantam-se a cada cinco minutos, são desobedientes e esgotam os pais. Acreditem que estas dificuldades comportamentais não se devem a falta de educação. Insucesso escolar e dificuldades de relacionamento com colegas, professores e pais são problemas comuns. Mas para as crianças com PHDA há um antes e um depois, se forem bem acompanhadas.
Como equipa de pediatria, temos consciência do impacto social da PHDA, da enorme pressão que as crianças e famílias sofrem. Este livro dá uma visão abrangente desta perturbação e contém estratégias práticas, úteis para o quotidiano de todos os envolvidos. As crianças são o futuro da sociedade e as crianças com PHDA podem tornar-se adultos bem-sucedidos.

Fonte: contracapa do livro


Bésame Mucho de Carlos González
Lisboa Pergaminho, 2013

Costuma dizer-se que os bebés não vêm com livro de instruções; contudo, nos nossos dias, o problema parece ser o oposto. Os pais vivem rodeados de «livros de instruções», seja sob a forma de manuais, de revistas especializadas, de blogues e fóruns online, ou simplesmente de conselhos de pediatras. Proliferam as opiniões, e as filosofias das diversas escolas de puericultura e pedagogia são cada vez mais diversificadas. Neste sentido, é difícil para os pais confiarem no seu instinto ou no seu primeiro impulso.

Bésame mucho vem devolver aos pais a confiança naquele sentimento que está por trás de tudo aquilo que sentem, desejam e fazem pelos filhos: o amor. O Dr. Carlos González, pediatra e autor de renome, sugere que, seja qual for o problema com que um pai se depare - uma birra, uma crise de choro, uma aparente insónia, um caso de ciúme -, este só será verdadeiramente resolvido através de uma atitude razoável e de respeito pela criança como pessoa.

Fonte: contracapa do livro

Livros disponíveis para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil

Leia, porque ler é um prazer!

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Novidade na Biblioteca: Nerve de Jeanne Ryan

Quando Vee participa no NERVE, um jogo online de desafios transmitido em direto, descobre que quem controla a competição parece saber tudo acerca dela. Oferecem-lhe os prémios que mais deseja e escolhem para a sua equipa Ian, um rapaz com quem qualquer rapariga do secundário sonharia. Nestas condições, é quase impossível resistir. 

Vee aceita a primeira consequência. E depois outra. E outra. Se ao princípio o jogo parece emocionante (os fãs aplaudem e incitam-nos a ultrapassar desafios arriscados com apostas cada vez mais altas), aos poucos revela-se uma armadilha. Vee e Ian têm de decidir se arriscam a vida para o Grande Prémio ou se deitam tudo a perder. Será o jogo letal?

Fonte: badana do livro


Mais informação em: http://www.jeanneryan.com/

Livro disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Livro do mês: O Rio Triste de Fernando Namora


O Rio Triste é o último romance publicado por Fernando Namora, significa o fim de um percurso como romancista. O livro, que reflete toda maturidade e refinamento estéticos de seu autor, apresenta um olhar atento sobre a sociedade portuguesa entre as décadas de 1960 e 1980, abordando as graves consequências da guerra colonial na África, a questão da emigração e, dessa vez tirando o foco da comunidade médica, traz à tona questões inerentes a literatos e jornalistas, inseridos num pano de fundo social que recria a difícil experiência de estar vivo num tempo de crise de valores e de perda, num tempo de esfacelamento das relações humanas essenciais.

Ana Carla Pacheco Lourenço Ferri in: 
Fernando Namora: o homem pela voz do escritor


Nota biográfica: Romancista, ensaísta, poeta e também pintor (1919-1989), Fernando Namora e autor de uma obra vasta e multifacetada. Iniciou-se na prosa em 1938 com As Sete Partidas do Mundo, ficção em moldes presencistas. Notabilizou-se com Fogo na Noite Escura (1943). Mais tarde, em 1948, escreveu a 1ª série de Retalhos da Vida de um Médico, e em 1963 escreveu a 2ª série. Trata-se de uma obra marcada pela vivência da sua profissão de clínico. Em 1954 saiu O Trigo e o Joio. Nessa mesma década sofreu Namora a influência do existencialismo, visível em obras como O Homem Disfarçado (1957) e Cidade Solitária (1959). O Rio Triste, publicado em 1982, é, porventura, um dos seus melhores romances.

Fonte: www.wook.pt

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Viver depois de ti de Jojo Moyes

Louisa Clark é uma jovem com uma vida banal ­ um namorado estável, trabalhador e uma família unida ­ que nunca saiu da aldeia onde sempre viveu. Quando fica desempregada, vê-se obrigada a aceitar um emprego em casa de Will Traynor, que vive preso a uma cadeira de rodas, depois de um acidente. Ele sempre tinha vivido de um modo trepidante ­- grandes negócios, desportos radicais, viajante incansável ­ -, mas agora tudo isso ficou para trás. 

Will é mordaz, temperamental e autoritário, mas Lou recusa tratá-lo com complacência e em breve a felicidade e o bem-estar dele tornam-se muito mais importantes do que ela esperaria. No entanto, quando Lou descobre que Will tem planos inconfessáveis para a sua vida, ela luta para lhe mostrar que ainda assim vale a pena viver. 

Em Viver depois de ti, Jojo Moyes aborda um tema difícil e controverso, com sensibilidade, obrigando-nos a refletir sobre o direito à liberdade de escolha e as suas consequências.

Fonte: contracapa do livro


Livro disponível para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!